Ações do PRS Caatinga começam a ser executadas em Belo Monte, Alagoas

Patrícia Lyra | 1 de março de 2022

Instituto Terraviva recebe retorno positivo de agricultores sobre adoção de Tecnologias de Agricultura de Baixo Carbono 

A instituição Terraviva, parceira do Projeto Rural Sustentável Caatinga em Alagoas, segue realizando atividades preparatórias para iniciar a adoção de Tecnologias Agrícolas de Baixo Carbono (TecABC) por agricultores familiares. Em janeiro, a entidade realizou  uma série de reuniões no município de Belo Monte, às margens do rio São Francisco, com famílias de agricultores, lideranças comunitárias, autoridades locais e representantes da Secretaria Municipal de Agricultura e da prefeitura. Já em fevereiro, as ações de mobilização chegaram a agricultores das comunidades de Cachoeira, Poço de Pedra, Monte Santo e Assentamento Riacho de Jacobina, no mesmo município.

Os participantes demonstraram interesse na proposta apresentada. A programação para as próximas ações já está sendo elaborada para atender os sete municípios selecionados pela organização (Belo Monte, Batalha, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Isidoro, Monteirópolis e Olivença) e beneficiará 160 famílias. 

 

belo Monte tem vocação leiteira e contará com 40 unidades demonstrativas

A região têm em comum a produção de alimentos de forma associada, na qual  agricultura de sequeiro (milho, feijão e mandioca) acontece no período das chuvas (de maio a julho) e a pecuária leiteira e de corte (bovinos, suínos e ovinos) é desenvolvida durante o ano todo. Esta combinação  possibilita a comercialização  semanal de produtos, pelos agricultores, em feiras de gado que acontecem nas  sedes municipais – o que é uma tradição na região sertaneja. 

Em função da principal atividade da região ser o leite, serão implantadas 40 Unidades Demonstrativas (UD) de sistemas agrossilvipastoris, que buscam integrar lavouras com espécies florestais e pastagens dos animais. As UDs são propriedades que, além de desenvolver uma produção sustentável, tem a finalidade de ser um local de aprendizagem das TecABC através de demonstrações práticas de métodos, técnicas e resultados. As UDs servirão de modelo para outras famílias de agricultores beneficiadas pelo PRS Caatinga. 

 

TecABC fortalecem práticas sustentáveis da região

As tecnologias de agricultura de baixo carbono já estão sendo gradativamente incorporadas à rotina das famílias agricultoras da região. Para Dona Alcione da Silva a assistência por profissionais de ATER, oferecido pelo PRS Caatinga, reforça a importância das boas práticas de convivência com o semiárido. “Nós já discutimos e incorporamos o hábito de não fazer desmatamento. Agora, com a chegada do Projeto e o acompanhamento pela assistência técnica que estamos recebendo de vocês é mais um reforço para que isso não aconteça”, comentou a agricultora.

Para seu José de Oliveira, agricultor do assentamento Riacho de Jacobina, “o Projeto chegou em uma hora boa para nós, que já temos o hábito de não desmatar.  Eu mesmo tenho um apiário de abelha em minha propriedade para preservar a natureza. Sempre lutamos para ter o melhor para o assentamento e o Projeto vai ser muito importante para nós aqui”.