Plantação de palma na caatinga

Geração e socialização de conhecimento

Ao longo de 2020, o PRS Caatinga investiu na elaboração de estudos para ampliar o conhecimento sobre o bioma. As pesquisas adotaram metodologias que privilegiam a escuta e valorizam o saber local e a experiência de atores relevantes nos territórios, concentrando-se em dois eixos: 1) avaliação das condições ambientais e sociais da Caatinga e; 2) avaliação do impacto das tecnologias de baixo carbono na restauração e conservação da Caatinga.

Para fomentar uma socialização ampla, os “Cadernos PRS Caatinga” adotam a licença Creative Commons CC-BY-NC-SA, alinhando-se ao movimento pelo acesso aberto ao conhecimento e contribuindo com o Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) número 4, por uma educação de qualidade. Em breve, o PRS Caatinga promover seminários e workshops como estratégia para fomentar novos debates e reflexões. Vislumbra-se ainda o desenvolvimento de uma plataforma online para divulgar informações sobre tecnologias agrícolas de baixo carbono e tecnologias sociais.

Tecnologias Agrícolas de Baixa Emissão de Carbono no Brasil e no Bioma Caatinga

Resumo: Apresenta resultados de levantamento sobre tecnologias de agricultura de baixo carbono (TecABC) consolidadas no país – tais como Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF), Sistemas Agroflorestais (SAFs) Recuperação de Pastagens Degradadas, Recuperação de Florestas degradadas etc – e introduz um recorte sobre as TecABC já implantadas ou em processo de implantação na Caatinga ainda que não tenham sido reconhecidas no Plano ABC. O estudo indica as TecABC mais adequadas e promissoras para o bioma a partir de avaliação de viabilidade técnica, econômica, social e cultural realizada em conjunto com representantes locais.

Consultoras: Bruna Tavares, Giselle Parno e Vanina Antunes

[PDF]

Análise Transversal de Tecnologias ABC, Tecnologias Sociais, ATER e Financiamento

Resumo: Apresenta uma análise integrada dos estudos realizados pelo PRS Caatinga e proposições de utilização dos estudos, com destaque para o mapeamento do uso do solo e hidrografia. Além disso, seus encaminhamentos são ferramentas para implantação da agricultura de baixo carbono na Caatinga por meio de uma agricultura resiliente.

Consultoras: Bruna Tavares, Giselle Parno e Vanina Antunes

[PDF]

Panorama Institucional Socioambiental para Caatinga

Resumo: A pesquisa visa contribuir na elaboração da agenda de financiamento do Fundo Caatinga com informações sobre as correlações entre as políticas globais, políticas públicas nacionais e subnacionais e o que é percebido como ação prioritária pelas políticas subnacionais, a população e organizações locais.

Consultora: Luiza Muccillo

[PDF] [Planilha]

Mapeamento de Fontes Institucionais sobre Tecnologias Sociais

Resumo: Apresenta os resultados de levantamento de fontes institucionais sobre tecnologias sociais facilitadoras da convivência humana com as condições socioambientais e climáticas; do manejo, conservação e restauro da fauna e flora; bem como da segurança alimentar, hídrica e energética (abordagem Nexus) na Caatinga. O estudo indica a existência de um rico mosaico de tecnologias sociais no território. No entanto, são escassos as bases de dados computadorizadas que viabilizariam o acesso público ao que poderia ser uma “rede de instituições de tecnologias sociais”.

Consultores: Andrés Burgos Delgado e Carla Gualdani

[PDF] [Planilha 1] [Planilha 2] [Planilha 3] [Planilha 4] [Planilha 5]

Mapeamento de Recursos Financeiros para Agricultura de Baixo Carbono

Resumo: Apresenta os resultados de levantamento de fontes de financiamento com potencial para fomentar ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas para atividades de agricultura na região de abrangência do PRS Caatinga. O estudo avalia sua orientação temática, incidência geográfica, condicionalidades e atores envolvidos. Além disso, identifica e analisa os principais entraves ao acesso a tais fontes de financiamento, disponibilizando informação relevante para superação de obstáculos por atores regionais e locais.

Consultora: Carolina Milhorance

[PDF]

Panorama dos Municípios Prioritários – versão integral

Resumo: Apresenta uma visão ampla dos 37 municípios prioritários para o PRS Caatinga, abordando aspectos naturais, socioeconômicos, agropecuários e caracterizações da infraestrutura local, usuários da terra, organizações relevantes, entre outros.

Consultoras: Bruna Tavares, Giselle Parno e Vanina Antunes

[PDF]

Panorama dos Municípios Prioritários – sumário executivo

Resumo: Apresenta um resumo do panorama elaborado sobre os 37 municípios prioritários para o PRS Caatinga, abordando aspectos naturais, socioeconômicos, agropecuários e caracterizações da infraestrutura local, usuários da terra, organizações relevantes, entre outros.

Consultoras: Bruna Tavares, Giselle Parno e Vanina Antunes

[PDF]

Estudo sobre Capacitação de Assistência Técnica e Extensão Rural para Tecnologias de Agricultura de Baixo Carbono no Semiárido – versão integral

Resumo: Apresenta os resultados de levantamento do cenário institucional da Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no territórios prioritários para o PRS Caatinga, identificando e caracterizando instituições formadoras de profissionais de assistência técnica. A partir do panorama inicial, explora, junto a especialistas, as possibilidades de articulação entre o PRS Caatinga e as instituições de referência em ações de fortalecimento de ATER na região, apresentando recomendações para estratégias mais adequadas e promissoras para a introdução e capacitação de diversos públicos em agricultura de baixo carbono.

Consultores: Sarita Albagli e Leonardo Leitão

[PDF]

Estudo sobre Capacitação de Assistência Técnica e Extensão Rural para Tecnologias de Agricultura de Baixo Carbono no Semiárido – sumário executivo

Resumo: Apresenta versão resumida do levantamento do cenário institucional da Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) no territórios prioritários para o PRS Caatinga, identificando e caracterizando instituições formadoras de profissionais de assistência técnica. A partir do panorama inicial, explora, junto a especialistas, as possibilidades de articulação entre o PRS Caatinga e as instituições de referência em ações de fortalecimento de ATER na região, apresentando recomendações para estratégias mais adequadas e promissoras para a introdução e capacitação de diversos públicos em agricultura de baixo carbono.

Consultores: Sarita Albagli e Leonardo Leitão

[PDF]

Mapeamento de Cadeias Produtivas nas Microrregiões Prioritárias do PRS Caatinga

Resumo: A pesquisa visa subsidiar o Projeto Rural Sustentável Caatinga com informações relevantes sobre as principais atividades produtivas realizadas nas microrregiões selecionadas como prioritárias. O documento apresenta o marco conceitual de termos utilizados no contexto das cadeias produtivas e Arranjos Produtivos Locais (APLs); a caracterização dos produtores e produtoras e descrição das principais cadeias produtivas presentes na sua área de abrangência.

Consultoras: Vânia Sanches e Cynara França

[PDF]

Mapeamento de Uso do Solo e Hidrografia (MUSH)

Resumo: Apresenta o mapeamento completo do bioma Caatinga no que se refere ao uso e cobertura do solo, hidrografia e áreas de preservação permanente (APP) a partir de imagens de alta resolução capturadas pelo satélite Sentinel em 2019. O estudo permite a avaliação do estado de conservação das áreas ripárias e quantificação das áreas para restauração ambiental, subsidiando a produção de um banco de dados de informações georreferenciadas. No primeiro momento, privilegiou-se o mapeamento dos 37 municípios prioritários para o PRS Caatinga (entregue em abril 2020). A finalização do levantamento completo do bioma está previsto para outubro 2021.

Consultoria: Equipe FBDS coordenada por Camila Rezende.
Status: em desenvolvimento

Monitoramento de Gases de Efeito Estufa (GEE)

Resumo: Realiza experimentos de campo de Integração Lavoura Pecuária e Floresta (iLPF) para monitorar emissões de gases de efeito estufa (GEE) e realizar análises complementares que permitem melhor compreensão de processos biogeoquímicos existentes na Caatinga. As áreas selecionadas são representativas de iLPF no bioma e, ao serem associadas a outros dados agronômicos, zootécnicos, de carbono no solo e fatores de emissão de gases de efeito estufa do solo e de animais, permitem estabelecer uma referência para o cálculo de emissões evitadas nas áreas de atuação do PRS Caatinga, O estudo adota a metodologia de câmaras estáticas (estimativa direta) adotada pelo Projeto Rural Sustentável Cerrado, garantindo uniformidade nas medições.

Consultoria: Rede ILPF, Embrapa Semiárido, Embrapa Caprinos e Ovinos
Status: em desenvolvimento